sábado, 18 de setembro de 2010

Amor

22 anos. Carente. Branquela. Ri alto. Não é delicada. Não canta bem. Não fala 1457 idiomas. Não tem um talento específico. E tem 1457 frustrações por conta dessa falta de dom. 22 anos. Gosta de rock, de músicas velhas e de caras mais velhos. Não ganha o suficiente para se sustentar e é viciada em vestidos. Viciada em cigarros importados. Gasta mais do que ganha.

Usa óculos. Cabelo nem lá, nem cá. Alta demais. Fala palavrão demais. Não saiu do Brasil. Não tirou lindas fotos e nem aprendeu a se virar sozinha. Se envolveu com gente idiota. Chora mais do que deve. Sensível pra caralho e dependente. Não cumpriu mais da metade das promessas. E não liga pra isso. Embora ache que isso conta em relação ao seu caráter. Parou de prometer as coisas. Mas vive querendo que as pessoas prometam coisas para ela. E espera que elas cumpram.

Some do nada quando se sente ameaçada e se porta, na maior parte do tempo, como se tivesse 7 anos. As vezes passa cinco minutos na porta da faculdade esperando o pai ir buscá-la, mas isso era no tempo da escola. Mas ela ainda espera. Come mais do que tem fome. É ansiosa e rasga 90% do que escreve.

Não tem nada que impressione. Nem um sorriso colgate. Não consegue levantar uma sobrancelha só. Não tem os lábios da Jolie e nem furinhos nas costas. O nariz, não sabe. O queixo, qualquer coisa. Ombros largos demais para uma moça. Reclama. Muito.

Tem nada de muito bonito pra oferecer. Mas está putamente apaixonada. E se eu fosse você, cara, ficava com ela.

5 comentários:

Organize sua vida. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
moni* disse...

1457! :)

Ronnas disse...

Choradeira...
Negatividade de quem gosta de se fazer de vitima... hein?

Bj,
Ronaldão

Anônimo disse...

Esse drama de amor não combina com vc...

Th-Alice Star disse...

Ai meu Deus... Deixa de ser perfeita, vai? Creio que algumas pessoas não entenderam o sentido do texto. Algo lamentável.
Foi tão sutil e tão intenso ao mesmo tempo. Palavras jogadas são as minhas prediletas. Amei o modo como você colocou as coisas e me identifiquei com algumas partes. O fato é que mesmo imperfeita, consegue ser a pessoa mais indicada para amar, pois está apaixonada e qualificada pra tentar fazer alguém feliz - ou não, mas pelo menos tentar. Parabéns pelo texto. Sou sua fã confessa. Escreva sempre e não rasgue seus textos, hein! rsrs' Beijos.