quinta-feira, 21 de maio de 2009

Folhas laranjas

O dia mais lindo do outono e uma saudade que não batia com tanta força havia muito...

Junto com o Sol guiando os girassóis na floricultura colorida, veio a lembrança de tardes intermináveis, de conversas inesquecíveis, de uma pessoal sem igual. Sorriu. Sorri porque ele sempre a fez pensar em coisas bonitas, nada mais justo do que lembrar dele em um dia tão lindo. Sorriu porque saudade assim é boa de sentir, é mais presença que falta, porque quem marca aqui dentro nunca vai embora, nunca deixa vazio.

O vento gelado no fim da tarde foi soprar coisas da vida dele aos ouvidos de Geórgia e deixou-a querendo falar, retomar a conversa que não teve fim. Está agora à espera de uma resposta, um sinal que chegue antes que o inverno ameace. Ela espera que ele abra a porta e mais uma vez a deixe entrar.

2 comentários:

Dani Pizzo disse...

aiiiiiii lindo hein..
sniff sniff

Anônimo disse...

Lindo tudo isso.

Manfra