terça-feira, 12 de fevereiro de 2008

Música preferida???

Enquanto criava esse espaço e preenchia as informações do meu perfil, deparei-me com o campo onde destacaria preferências musicais...Deixei-o em branco. Não que eu não goste de música, não é isso, é uma questão um pouco mais complexa. É, na verdade, uma dificuldade em apontar, diante de tantas variedades, algumas poucas coisas que me agradem sempre e o tempo todo. E esse ponto me levou a pensar sobre uma música preferida.

Graças a uma mini-pesquisa feita com alguns amigos, comprovei algo que já imaginava: a música preferida ''depende do dia'', como eles mesmos disseram ao responderem minha pergunta. Ou então, citaram diversas coisas, quando na verdade, eu perguntei 'a preferida' e não as 'dez mais'. O que seria isso? Ora, a música tem uma capacidade incrivelmente forte de influenciar ou reforçar nosso comportamento. Não há quem esteja alegre e bem humorado sempre ou infinitamente triste todos os dias. Então, não há como gostar de uma mesma e única música.

Podemos levar em conta muitos fatores para que a eleita não seja sempre a mesma, as pessoas amadurecem, têm novos contatos, conhecem e vivem coisa novas. Era absolutamente natural que eu gostasse de 'Lua de cristal' aos quatro anos, pirasse com as versões de 'Sandy e Junior' aos dez, e achasse que 'I wanna it that way' era a melhor coisa do mundo aos doze. O tempo passou e tive contato com outras linguagens e meu gosto musical mudou muito, assim como o de todos que conheço. Se antes, música romântica era algo relacionado às bandas com cinco meninos e um loiro que gemia mais que outros fazendo cara de choro quando apontava pra câmera e dizia 'you'; passou mais uns três anos e eu prefiria lamentar minhas decepções amorosas me lavando de lágrimas com a Janis cantando 'Maybe'.

E não é só o amadurecimento com toda sua carga de tempo que afeta na escolha da queridinha do mp3. Basta uma mudança de humor ou um fato que tenha alguma relevância para que você retorne à sua 'playlist' caçando algo que complete o novo estado de espiríto. Afinal, não dá pra levar um 'chifre' do ser amado e ouvir o 'pagode da amarelinha' enquanto curte-se uma fossa colossal...

É fato conhecido essa capacidade que a música tem de influenciar e criar sensações. O que seriam dos pares românticos ou dos vilões sem as suas trilhas sonoras? Talvez eu nem tivesse chorado, sentido medo ou pena em muitas cenas. Esse estímulo auditivo contribui para completar o sentido daquilo que se é apresentado, um acompanhamento do visual, envolvendo o espectador como um todo, na intenção de deixá-lo completamente imerso na cena que ele vê, criando uma identidade com personagens e lugares, fazendo com que, muitas vezes, essa música seja transportada e relacionada a um momento em que o espectador viveu algo parecido ou sentiu-se da mesma forma como na cena que ele acabou de assistir.

Assim, não tem como apontar somente uma música como favorita. Podemos falar de gêneros, cantores específicos, mas destacar uma única, unicazinha, é complicado. O orkut, outros perfis que precisemos completar ou diante de uma pergunta como a que fiz aos meus amigos, deveria ser apresentado um leque de itens, exemplo: 'música preferida para dançar', 'para curtir fossa', 'para fazer amor( selvagem ou calminho)', 'para pegar a estrada', 'para ouvir no bar com os amigos', 'para desperucar'... Aí sim, ficaria mais fácil e humanamente possível escolher a dita cuja. Uma para cada momento, perfeito, não?

Para quem quiser dar uma olhada, fica a dica de um site muito interessante, o Musicovery( http://musicovery.com/ ), um espaço onde você escolhe o som que vai ouvir pelo gênero, década e, surpresa(!), pelo seu humor. Vale a pena conferir e curtir!

4 comentários:

Vincent Burton disse...

Em terra de cego quem tem um olho é rei, e quem tem ouvidos é feliz. Viva nossa capacidade de perceber os estímulos causados pelos som, seja ele uma simples música, a sinfonia inconstante porém perfeita de um riacho descendo a montanha ou um ofegante sussurro de 'amo você, amor meu'...

disse...

Eu concordo com o desenvolvimento
mas a pergunta era "preferências musicais" ao invés de música preferida, não?
Também mudam com o tempo, mas é bom chegar lá, ir mudando e sentindo :D

sibadalo disse...

Eu como td bom taurino tenho mns preferências. Tds as bandas oitentistas, principalmente as britânicas!

sibadalo disse...

Minto neste momento quero ouvir slave to love que é a mn muisca preferida deste momento.